Minha Conta

CPF: Senha:

Carta Viva

Colunas

Boas Notícias!

Creio que a maioria de nós não quer deixar que o amor por Jesus Cristo se esfrie. Todos aqueles que o servem e o adoram querem ter uma vida íntegra de plenitude espiritual com intimidade e revelação com Ele.
Esse era o desejo da igreja de Éfeso citada no versículo acima. Ela estava sempre envolvida nas obras, tinha uma doutrina sadia, confrontava os que diziam ser e não eram e trabalhava duro. 
De alguma forma, creio que entre nós tem sido assim também. A obra de Deus está sendo materializada, temos uma doutrina bíblica e sadia e muito trabalho. É tudo muito lindo. 
Mas, de alguma forma, sinto que corremos o risco de abandonar o primeiro amor, distraindo-nos no caminho dos eruditos, dos doutores, das mesas célebres de vocabulários difíceis, de análises contundentes, de estratégias sofisticadas, de assuntos grandiosos que nos empolgam, mas que muitas vezes pode não gerar o fruto desejado. 
 Fomos chamados para anunciar o ano aceitável do Senhor, declarar libertação aos cativos e oprimidos; e há uma geração sendo bombardeada por todo tipo de conceito, que almeja ouvir das boas novas, daquelas notícias a respeito de que Deus é Senhor, que Ele é bom, que Jesus é a Água da Vida, o Pão que desceu dos céus, que Seu fardo é suave e que Seu julgo é leve.  
Quando olho a maravilhosa ferramenta de comunicação que é a internet, me deparo com muito pouco do Amor, da Esperança, da Boa Notícia que, como discípulos, fomos chamados a anunciar. Vejo talentos lindos sendo desperdiçados em debates exaustivos, textos cheios de cinismo, que levantam dúvidas que afastam mais do que atraem as pessoas para nosso Senhor Jesus Cristo. Por vezes parece mais um daqueles programas policiais, com denúncia em cima de denúncia; um lugar no qual não há boa notícia. Quanto talento e criatividade jogados fora! Estamos nos deixando enredar por artimanhas do inferno nos ocupando com coisas menores, ao invés daquelas melhores e maiores.
O apóstolo Paulo faz-nos lembrar da necessidade de anunciarmos a boa notícia: Mas como é que as pessoas irão pedir, se não crerem nele? E como poderão crer, se não ouvirem a mensagem? E como poderão ouvir, se a mensagem não for anunciada?  E como é que a mensagem será anunciada, se não forem enviados mensageiros? As Escrituras Sagradas dizem: 'Como é bonito ver os mensageiros trazendo boas notícias!' Romanos 10:8-15
Precisamos de mensageiros de boas notícias, precisamos voltar ao primeiro amor, precisamos do olhar de Fé, de uma percepção da soberania de Deus e, assim, lidar com as dificuldades e desafios que a instituição igreja, a família, a fé, os irmãos (que pensamos ser mais ou menos difíceis) enfrentam. Precisamos deixar que a Boa Notícia prevaleça nas nossas vidas. Foi para isto que o Espírito Santo separou Jesus e foi para isto que Jesus nos enviou: revelar ao mundo o Amor do Pai.
Que paixão e o fogo do primeiro amor na sua vida possam ser visíveis no que você é, na sua arte, naquilo que você cria e que todas as suas palavras, ditas ou escritas, sirvam, em todo tempo, para trazer à memória o que nos dá esperança.
 
*Textos - Isaías 52:7-10, Romanos 10:8-15, Lamentações 3:21, Lucas 4:16-19, Apocalipse 2:1-4
 
Olgálvaro Bastos Jr - pastor conselheiro do Ministério Sal da Terra
Fale com ele: www.olgalvaro.org