// Pr. Paulo Borges Jr.

Tema: Os Campus estão brancos

  • O texto, em síntese, diz que um mesmo acontecimento bíblico pode apresentar diferentes interpretações: no nível espiritual, conforme a intencionalidade espiritual, e ao nível físico. As coisas que se veem são temporais e as que não se veem são eternas. Lembra que há na Bíblia apresentações diversas da pessoa de Cristo como Leão, Bezerro, Homem e Águia. Características peculiares de uma mesma pessoalidade em diferentes contextos. Além das aparências temporais, na perspectiva das revelações das referências eternas. II Coríntios 4 – “Assim, nós não fixamos os olhos naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê são temporais, e as que não se veem são eternas”. Exemplo: a morte para Deus não é deixar de existir mas permanecer nas trevas, não andar segundo a Luz da Sua Revelação. Falando sobre o que é Liberdade, escreve: Jesus proclama liberdade e conduz à liberdade. E explica: porque Ele proclama, Ele pode conduzir. Ele não poderia conduzir sem proclamar; e não faria sentido em proclamar a liberdade se não fosse para conduzir à liberdade.